top of page

MEDEA LIQUIDA




Baseada na obra do dramaturgo Heiner Müller, O espetáculo faz parte do Projeto Circulação e traz uma junção de textos escritos pelo dramaturgo alemão sobre o mito de Medea e provocações sobre a chamada “Sociedade Líquida”, mencionada pelo sociólogo Zygmunt Bauman como a vida num tempo marcado pela flexibilidade e pela fragilidade nas relações sobre as coisas e as pessoas.

O drama encenado por Caren Ruaro, Luan Fonseca e Quiara Jofre reflete as inquietações sobre as relações humanas, a coisificação e ainda a mercantilização.

Medea, descrita na mitologia grega como uma princesa bárbara, filha do rei da Cólquida e neta de Hélio, deus do sol. Nesta nova roupagem, a personagem é uma mulher que, após ser traída e abandonada pelo marido, mata os filhos.

Em cartaz desde 2013, a peça é o resultado de dois anos de trabalho e também dos quase 12 anos de teatro pós-dramático realizado pela companhia joseense.

Yorumlar


bottom of page